ARTIGOS


EUDOMARKETING

Durante meu MBA de Marketing muito discutimos e pesquisamos sobre Endomarketing. Nestas discussões somadas à minha atuação dentro das organizações, ministrando palestras na área de Marketing, assim como relações deste departamento com as demais áreas da empresa, até mesmo a influência deste departamento em resultados no campo dos departamentos de vendas, pude notar algo muito interessante.

Endomarketing tornou-se o nome do jogo para muitas organizações. O nome da atuação mais incentivada nestes tempos de modismo de modelos organizacionais. Modismos que nem sempre têm a mesma numeração dos pés de nosso mercado, mas grande parte das organizações brasileiras, ao invés de investir em criatividade progressiva de seus colaboradores, prefere os enlatados sistemas externos de administração, como se em nosso país tivéssemos neve duas vezes ao ano na principal cidade.

Estes sistemas de administração chegam numa caixinha-longa-vida: lindos e cheios de gráficos e planos. Começam a ser praticados e, como seus produtores investem em criatividade, quando nós colonos-organizacionais destes modelos estamos prestes a nos certificar de sua eficácia, já estamos defasados, pois outras caixinhas-longa-vida organizacionais já desembarcaram em nosso porto da esperança, de onde o milagre de modelos vem de Santos-do-pau-oco. Lembro que este termo nasceu nos tempos das pedras preciosas, quando estas eram colocadas em esculturas ocas de Santos e, assim, levadas secretamente a destinos diversos.

Hoje temos modelos como Endomarketing que muito faz pela parte externa das organizações, porém quem os executa são sempre pessoas e para estas pessoas é necessário treiná-las em Eudomarketing.

Eudomarketing eu considero que seja preparar as gerências, equipes e lideranças das organizações a entenderem melhor os seus valores, princípios e atividades humanas. Dentro de cada pessoa sempre habita um pequeno ponto-cego, um pequeno ponto onde é preciso muita coragem para tocá-lo, discuti-lo e até mesmo entendê-lo.

Eudomarketing é a possibilidade de fazer com que as pessoas tenham uma motivação interna que interligue seus pontos vitais, suas emoções, suas razões, seus sentimentos e seus modelos de vida.

Muitas vezes nosso coração quer seguir caminhos diferentes de nossa mente, muitas vezes nossas emoções querem promover atitudes diferentes de nossa razão, e isto ocorre pelo fato de ainda trabalharem separadamente dentro deste nosso tão secreto corpo humano.

Eudomarketing é trazer para a realidade uma constante energia que possa circular dentro de nossas percepções e torná-las únicas para que nossos conflitos diante das atuações que temos de desempenhar possam ser mais seguras.

Eudomarketing é o nosso marketing-interior, nosso marketing-humanizado, nosso marketing-emocional, que irá trabalhar a união e o intercâmbio de todas as condições pertinentes ao nosso processo de vida.

A necessidade disto se faz presente num quadro em que os profissionais estão levando uma vida-dupla: no trabalho são um tipo de pessoa e fora dele são outro. Se os travesseiros revelassem seus segredos o PIB das organizações teria um grande abalo.

Através do Eudomarketing nosso coração vai motivar nossa mente; nossa mente vai motivar nosso coração; nossos sentimentos vão motivar nossas razões e nossas razões vão motivar nossos sentimentos...

A Unidade de Comportamento é a meta do Eudomarketing. Uma Unidade que, ao longo de nossa existência (ou pela sobrevivência ou pelo fato de buscarmos objetivos além de fronteiras conhecidas), nos tornará profissionais capazes de tomar as decisões importantes com iniciativa e sentimentos próprios, ao invés de nos utilizarmos apenas do bom e velho manual administrativo que nos impõem a cada modismo empresarial.

Assim como fez Alexandre, o Grande, pagando o preço de afastar seu exército do que realmente era importante: suas famílias e suas casas, fatores que deixaram as conquistas com um pequeno significado diante das primordiais necessidades humanas e deram ao seu Império Magnífico um destino histórico, mas que lhe custou à vida ainda muito jovem.

O Eudomarketing é um procedimento que pode afastar os profissionais das doces e saborosas doses do colorido veneno-organizacional. Os profissionais hoje estão anestesiados para não sentirem as picadas diárias, aplicadas pelos modelos empresariais que buscam sobrevivência causando sensações que parecem tomar emprestado o “brilho” natural de cada colaborador.

Apenas parece.

Na realidade entre premiações, convenções e outras “ões”, quando for tarde, as pessoas vão perceber que “brilho” não se empresta, se perde.

Cesar Romão
www.cesarromao.com.br
2005 © Copyright
Registrado conforme Lei nº 9.610/98

Imprimir Comente Enviar este artigo


volta