ARTIGOS


O LADO NEGRO DO VERDE E AMARELO

No Brasil do Verde e Amarelo, que tanto encanta quando tremulado pelos desejos e civismo de seu povo, há um lado que ainda caminha nas sombras: nas sombras da falta de ética, de honra e respeito com a nação.

Toda vez que se abre uma caixa colorida de algum partido político, esta caixa torna-se uma caixa-preta, repleta de obscuridades e com tantas cobras e lagartos que nem aranha quer passar por perto, ou seja, uma área onde jacaré esperto nada de costas.

Escândalos e mais escândalos com mentiras tão deslavadas que as próprias pessoas que mentem, fazem isto com tanta convicção que terminam por acreditarem na sua própria mentira.

Onde deveria haver uma política para o povo existe uma política para os próprios políticos. Uma sucessão de crises de caráter, borbulhar de egos que se agarram ao poder a qualquer preço, qualquer preço mesmo... Impressionante.

O mais impressionante é que eles voltam. Incrível... Eles voltam... Políticos que fizeram de seus mandatos um verdadeiro festival de corrupção voltam e voltam sorridentes, com a cara mais lavada possível e retomam seus lugares, graças ao descaso da justiça, agora mais experientes para não serem apanhados.

Viajo muito pelo Brasil e um de meus pontos de ancoragem é Brasília, e quando tenho de voltar de lá ou embarcar para lá, procuro fazer uma boa meditação para poder conter minha indignação. Uma indignação que aflora ao ver entrar no avião a linhagem de homens públicos que deveriam ser vaiados por onde quer que passem ou deveriam carregar uma placa de identificação com o logotipo “corrupto”.

Minha dor é a de muitos brasileiros, com certeza, uma dor que busca além dos meios de justiça, nas fronteiras do meio social uma maneira de marcar estes políticos, como se marca gado, para que todos que os olharem possam notar sua mancha, a qual retrata o lado negro que deixaram em nossa sociedade.

Quando um político é corrupto, hospitais ficam sem leitos, pessoas ficam sem remédios, escolas deixam de ser construídas, empregos deixam de ser gerados, e a sociedade aumenta seu grau de decepção com a classe política.

- Ah! Mas deve haver algum político honesto e bom... Evidente que sim... Mas ele precisa de nossa ajuda, precisa de nossa identificação e nossa proteção ao votar, pois entre muitos lobos um cordeiro não pode dormir de olhos fechados.

Outro fato interessante são as damas que muitas vezes acompanham estas figuras caricatas. Elas estão sempre com bolsas de extrema grife, peruas no “top”... e os caricatas políticos, cabelos na tinta cinza ou caju, salto do sapato carrapeta e uma esticada no rosto, daquelas plásticas que duas orelhas não são o suficiente para esconder.

E eles voltam... Talvez o maior motivo nem seja o esquecimento da opinião publica, ou a ineficácia da justiça, mas o grande aliado que os políticos corruptos possuem que é, nada mais nada menos, a indústria do escândalo brasileiro. Eles sempre contam com escândalos maiores que tomam as manchetes fazendo com que os seus “pequenos escândalos” passem sem ser notados, e que os árduos ladrões do povo e dos benefícios públicos se tornem batedores de carteiras do passado diante dos arrojados sabotadores da confiança brasileira da atualidade, através de sofisticados esquemas de corrupção.

Aqui no Brasil, nunca foi tão atual a frase do Imperador Cesar ao ser apunhalado pelas costas: “até tu Brutus...”.

Aqui no Brasil esta frase é conjugada todos os dias: até tu, até eu, até ele, até nós, até vós... E sobram muito poucos, ou melhor, bem poucos.

Vamos repensar nossos votos!

Dizem que o poder causa cegueira, talvez seja essa a explicação de alguns políticos brasileiros ficarem cegos ao chegarem lá, mas não ficam cegos para seus próprios interesses: apenas para os do povo que lamentavelmente os elegeu.

Aqui no Brasil ainda, apenas ainda: aqui se faz e aqui não se paga.

O poder somente cega os olhos daqueles que, na verdade, nunca conseguiram ver o quão importante é para o destino de uma nação seus políticos terem honra.

Cesar Romão
www.cesarromao.com.br
2009 © Copyright
Registrado conforme Lei nº 9.610/98

Imprimir Comente Enviar este artigo


volta