ARTIGOS


O INVERSO DA INVERSÃO

       As treinadas Orcas fazem belos shows de acrobacia aquática, pois sabem que ganharão comida após cada bela apresentação.
       Mas, nem sempre elas fazem exatamente o esperado pelo treinador!
       Porém, mesmo no erro do que delas se esperava, acaba surgindo um mergulho muito mais profundo com um salto muito maior e fazem um espetáculo ainda mais lindo do que o previsto e, por isso, recebem sua comida e muitos, muitos aplausos.
       Em nossa vida acontece da mesma forma. Quando estamos no caminho da realização de algo que desejamos, muitas vezes, descobrimos coisas que somos capazes de fazer muito melhor do que aquelas que planejamos. Mas, precisamos também mergulhar mais fundo e não perder a força de impulso rumo ao nosso objetivo.
       Eu, por freqüentar o mundo acadêmico, chego à conclusão de que no primeiro dia de aula os professores deveriam dar todo o conteúdo da prova. Depois, durante o semestre, haveria as discussões do conteúdo da prova e como respondê-la.
       Acredito que, quando as metas são mostradas em primeiro lugar, o caminho fica mais simples para ser descoberto.
       Quando o despertador toca, pela manhã, ele lhe diz: hoje é o dia de sua oportunidade?
       Não? Então passe a encará-lo assim. Como o anunciador do dia da sua oportunidade! (aliás, acho que todo despertador deveria, ao tocar, dizer a frase: Parabéns, hoje é o seu dia de oportunidade!).
       Pergunte-se agora:
       - Você é um modelo para as pessoas que dependem de Você?
       - Quantas pessoas em sua organização querem ser como Você?
       Espero que tenha respondido sim e que, na segunda, pelo menos uma.
       Falo isso porque é triste desistir sem poder conhecer o que existe além do caminho que estamos. Ser um modelo para outros pode ser um sinal de que as coisas vão indo bem e se, na sua organização, isso também acontecer você está no caminho certo.
       Você respondeu não e nenhuma? Não se preocupe, afinal ninguém adquire sabedoria sem pisar no solo dos tolos. O caminho do conhecimento nos mostra trilhas que devemos percorrer antes que possamos ser modelos para os outros. Muitas coisas acontecem antes de termos realmente uma “opinião formada sobre tudo”, como cantou Raul Seixas.
       - Quanto inverso da inversão acontece antes de termos uma opinião formada sobre tudo?
       - Quantos acertos se tornam erros?
       - Quantas esperanças se tornam arrependimento?
       Esta é a eterna roda na militância da existência! Tarefas diárias, entusiasmo diário, mesclados com uma preguiça que nos dá vontade de encostar e deixá-la passar...
       Quantas e quantas vezes nos perguntamos: E aí?
       - E aí?
       - Aí, que é isso aí...
       O dia passa, a noite chega, as coisas vem e vão, mas você está aí...
       É, você esta aí. Aí para provar que ainda não desistiu, que a chance está brilhando outra vez.
       Tudo se inverte neste Universo, parece até uma lei cósmica. E muito boa, por sinal, pois só assim notamos a quantidade de coisas que ainda podemos aprender.
       - Ah, mas tantos erram, eu pelo menos...
       Os erros dos outros não nos fazem melhor nem pior e tampouco justificam nossas atitudes.
       Nada de querer ser como um foguete subindo em busca de seus objetivos.
       Realmente o foguete sobe rápido, chega rápido, mas, quando decola queima seu lugar de origem e nunca mais poderá pousar ali... Poderá até cair por ali sim, mas num dos acasos do Universo...
       Seu lugar de origem é seu berço, sua morada! Seu lugar de origem é o seu caminho, pronto para sempre lhe receber de volta: para sua família, seus amigos, sua integridade, sua esperança e sua fé.
       Não se assuste com o inverso da inversão: ele é apenas mais uma das muitas maneiras maravilhosas que o Universo encontrou para se comunicar contigo

Cesar Romão
www.cesarromao.com.br
2005 © Copyright
Registrado conforme Lei nº 9.610/98

Imprimir Comente Enviar este artigo


volta