ARTIGOS


O SEGREDO DOS VENCEDORES 08

Manaus é uma terra de belezas abrigada pela mais linda floresta do mundo nossa Amazônia e lá muito se aprende e se ouve.

Numa mesa do Restaurante Canto da Peixada, Aldenor Ernesto de Lima, ressalta as 40 milhões de pessoas que vivem abaixo da linha de pobreza, que nossa Amazônia é o maior banco genético do planeta e exclama: Ah! Se peixe votasse por aqui...

É... Por ali, se peixe votasse, político que montasse uma incubadora de Tambaqui estaria eleito.

Um Tambaqui adulto pesa de 8 a 10 quilos (podendo ultrapassar os 30 quilos) e produz 3 milhões de ovos, porém somente 0,5% destes sobrevivem. Com incubadoras 90% deles estariam salvos e fornecendo alimento para muita gente.

Peixe bom é Tambaqui... Mas 100 toneladas são jogadas fora por falta de gelo e câmaras frigoríficas, sem contar o crime de vender em feiras e mercados pequenos filhotes desses peixes com apenas 175 gramas. É uma tristeza ver isso, ainda mais sabendo que, quando adultos poderiam chegar a pesar mais de 30 quilos...

Eis alguém que faria um belo Relatório Amazônico...

Em sua galeria de clientes, personalidades especiais, porém uma me surpreendeu: o Papa João Paulo II que já provou das delicias do Canto da Peixada.

Aldenor vai a uma vitrine atrás do balcão e mostra, orgulhoso, a taça em que o Papa tomou vinho. Logo abre a vitrine e dispara com toda alegria:

- Romão vem cá, segura a taça do Papa e vamos beber um vinho nela!

Gelei pela responsabilidade, evidente! E disse a ele:

- Já pensou minhas mãos deixarem a taça em que o Papa tomou vinho cair.

Ele logo rebate:

- Não tem problema não, está abençoada, esta taça não quebra e tampouco escapa das mãos.

Uma noite de histórias! Uma noite de aprendizado! Mesmo com a casa cheia e tudo ele encontra tempo para falar com amigos. De Canto da Peixada Aldenor Ernesto de Lima fez de seu restaurante um Canto do Brasil.

Vencedores são assim, fazem de um peixe um herói, de uma esquina de Manaus uma esquina para o mundo e não medem esforços na busca pela vitória.

Encontra tempo para família, encontra tempo para pescar e até me convidou chegando a me convencer com algumas de suas histórias de pescador - que narra muito bem - mas nossa pescaria vai fazer parte de uma outra oportunidade e de uma outra narrativa.

Ali ele é figurinha carimbada! Todos têm por ele um carinho especial. É simples e de maneiras comuns, leva alegria, sabedoria e muito entusiasmo a todos os que ficam em uma de suas cadeiras, espalhadas na calçada ou alinhadas dentro do restaurante.

Eis aí o Embaixador do Tambaqui...

Coisas de vencedores...

 

Cesar Romão
www.cesarromao.com.br
2004© Copyright
Registrado conforme Lei nº 9.610/98

Imprimir Comente Enviar este artigo


volta