ARTIGOS


QUALIDADE DE VIDA

Você sabia que, hoje em dia, é possível encontrar a tão falada qualidade de vida, mesmo nesse mundo regido pelo estresse e pela competição extremada?

Sim, é possível. A qualidade de vida tem de começar na sua mente, nos seus próprios conceitos de benefícios. Quando alguém tem na mente que trabalhar 18 horas por dia lhe faz bem...

Em algumas organizações onde faço palestras, existem pessoas que ficam deslocadas por não terem conseguido um bom estresse e até mesmo por não praticarem a competição.

Você saberia dizer quais os seus conceitos de benefícios de uma vida com qualidade?

Esta é a pergunta que toda pessoa deveria fazer a si mesma. Temos limites e devemos respeitá-los; temos família, devemos amá-la; temos cansaço, devemos descansar...

Você sabe onde está a linha que separa sua qualidade de vida e vende seu trabalho para o frenesi de um mercado onde, quanto mais se dá, mais se quer?

Muita gente procura essa resposta quando, na verdade, deveria aprender a fazer a pergunta.

Não são as organizações que nos impõem esse ritmo.

São as pessoas que se deixam fritar neste óleo, achando que assim vão vencer e conseguir aquilo que querem, mas:
- A que preço?
- Quanto vale sua carreira?
- O que você se dispõe a perder para se sentir uma pessoa vitoriosa?

Competir tem sido uma tendência humana, desde o início dos tempos, está na hora de acordarmos para isso.

A competição criou e segregou pessoas e mercados e, hoje, o que mais ouço dos profissionais é que eles estão procurando a “forma” de como ser mais competitivos...

Na minha opinião tudo isso não passa de balela...

Acredito que todo profissional, hoje, tem de ser criativo. Chega da “era dos predadores”; temos de fazer nascer a “era dos realizadores”.

Deve-se trabalhar em conjunto com foco nos resultados.

Quantas organizações que, ao longo de sua história, se digladiaram, hoje fazem fusão, pois é a única  saída para que se mantenham no mercado?

As pessoas ficam estressadas apenas quando empregam sua energia em metas adversas às suas reais capacidades e aptidões.

Se nós contrariamos assim o efeito das tendências humanas e genéticas, temos de reconhecer esses gráficos de padrões e respeitá-los, atuando dentro dessas características.

Se nos rendemos a tantas regras dos negócios, devemos aprender a nos render à nossa própria tolerância humana e genética.

A única fórmula que vejo como possível para termos qualidade de vida, sem estresse, é empregando a nossa força de trabalho em atividades que nos dêem prazer.

Use suas competências natas, descubra sempre novas habilidades que pode aprender!

Ao invés de se perguntar quanto vale sua carreira e como encontrar sua qualidade de vida pergunte-se:

- O quanto esta carreira vai me fazer crescer como pessoa, como profissional e me permitir conviver com aquilo que amo, sem anular meus princípios e valores?

Quando você responder a essa pergunta, tenha certeza, que estará vivendo com qualidade de vida!

Cesar Romão
www.cesarromao.com.br
2004© Copyright
Registrado conforme Lei nº 9.610/98

Imprimir Comente Enviar este artigo


volta